Locked Out Of Heaven - Capitulo 06



Estava brincando com jazzy e jaxon. Julieta me pede para vir aqui mas sai. Não entendo essa pessoa. Eu ria de jazzy que tentava me explicar que eu era a princesa Candice e não a princesa Jazzy. Jaxon corria com um carrinho de controle remoto para todos os lados e sua risada gostosa invadia o lugar.

Ouvi barulho de carro entrando na garagem mas continuei brincando com as crianças. Depois de uns minutos ouvi a voz de justin chamar por sua mãe na sala de estar e estavamos tipo em uma sala cheia de brinquedos. As crianças pararam tudo que estavam fazendo para ir ao encontro dele. 

- Booboo - escutei a voz de jazzy próximo aonde eu estava

- Eai meus amores, cade mamãe e papai? - eu estava imaginando justin agachado abraçando a cintura das crianças 

- Saíram, mas eu não sei pra onde foram 

- Cade julieta? - ouvi jaxon dizer "saiu" - Você estão sozinhos? 

- Não, tia cece esta aqui - fiquei brincando com o carrinho de controle remoto de jaxon - aqui ela 

- Ta fazendo o que aqui? - educação mandou lembrança

- Oi justin, tudo bom com voce? comigo esta tudo bem mesmo você não tendo perguntado - ele veio em minha direção e abraçou minha cabeça me sufocando

- Esta tudo bem comigo, baixinha. Só queria saber o que você esta fazendo aqui - distribuía tapas no seu braço. Eu estava ficando sem ar algum e ele me soltou

- Sua irma mandou eu vir aqui. Mas como ela é uma pessoa muito ocupada, saiu e nem me avisou. Pra que me chamou então? - ele riu do meu desespero e se sentou no sofá que tinha ali

- Típico dela. Mas daqui a pouco ela volta. Enquanto isso vamos aproveitar que estamos sozinhos - fui jogada ao seu lado no sofá e me abraçou pelos ombros 

- Nos não estamos totalmente sozinhos, tem as crianças e á qualquer momento seus pais ou julieta podem chegar -o olhar dele era totalmente descarado igual a noite passada. Só que dessa vez seu olhar esta direcionado a minha boca e eu continuava a olhar em seus olhos

Ele se aproximou mais um pouco de mim. Acariciou meu rosto e automaticamente eu fechei os olhos sentindo o seu carinho. Acho que as melhores coisas acontecem para serem atrapalhadas. Porque quando ele ia me beijar, julieta entrou na sala e nos separamos rapidamente 

- Ahn... O que iria acontecer aqui? - o sorriso em seus lábios não era nem um pouco puro

- Nada. A onde a senhorita foi? To te esperando a mais de uma hora - ajeitei minha roupa e cruzei os braços a sua frente

- Vamos para o meu quarto. Lá eu te explico tudo

- Fique de olho neles, qualquer coisa me chama

Chegamos no quarto dela e ela ficou andando de um lado para o outro. Me joguei em sua cama e coloquei os braços atras da cabeça como apoio

- Você vai começar a falar ou vai esperar se afundar no próprio burraco? - perguntei e ela se sentou no divã em frente a cama

- Ok. Não tem o ryan? O cara que eu disse que ia te apresentar na festa? - concordei com a cabeça e ela continuou - Ele me chamou pra sair

- Legal, mas... Idai? - me sentei na cama e ela bufou

- Da pra você me ajudar? 

- Eu ajudo, mas o que que tem se ele te chamou pra sair? Não era isso que você queria? - perguntei e ela se deitou na cama colocando a cabeça em meu colo

- Sim, mas... Parece que eu não superei o Tyler  - acariciei os seus cabelos e ela continuou - Ryan é irmão da jessica. Mesmo ela sendo uma vadia dadeira, são de uma boa família e querem me conhecer 

- Você deveria dar uma chance a ele. Tyler foi embora á três anos, você tem que superar. Olha, Você vai a esse encontro, eu acho que é um encontro, e vai dar uma chance ao seu coração. Se você não tentar nunca vai saber - ela me abraçou e eu ri

- Obrigada, você é a melhor - desfez o abraço e se sentou direito ao meu lado - Mas agora eu quero saber o que iria acontecer naquela sala se eu não chegasse? 

- Não ia acontecer nada, deixa de ser paranóica - ela se levantou e abriu a porta - Aonde você vai? 

- Perguntar ao justin o que iria acontecer se eu não chegasse - dei um pulo da cama e fechei a porta - Vai me contar então? 

- Ta bom - suspirei e me sentei - Lembra do dia que eu sumi na escola e disse que estava na biblioteca? - ela assentiu e eu continuei - Eu e seu irmão discutimos e tals. No mesmo dia eu vim aqui na sua casa pedir desculpa, ele me desculpou e ficamos vendo filme. Mas eu meio que desafiei ele e quase nos beijamos - ela arqueou a sobrancelha - Ai depois desse dia eu passei a evitar ele. Mas ele estava na festa da leslie e aconteceu que nos se beijamos no armário da casa - a expressão do rosto dela era irreconhecível 

- Serio? Ai meu Deus, isso é incrível - olhei pra ela com uma cara de nojo

- Porque incrível? Grandes coisas, beijar justin bieber. Eu ganhei algum prêmio? Não, foi só um beijo insignificante - ela olhou pra mim incrédula e me deu um tapa

- Insignificante? Você é apaixonada por ele desde os 12 anos, qual seu problema ?

- Eu ERA apaixonada por ele, não sou mais 

- Não te entendo, mais fazer o que ne. Pelo menos o beijo foi bom? - revirei os olhos e ela riu

- Sim, foi bom, eu gostei - ela riu e eu á acompanhei - Ai meu deus, eu tenho vôlei e estou atrasada

- Verdade, vamos que hoje eu quero assistir você jogar - ri e descemos

Chegamos lá embaixo e estava justin brincando com jazzy e jaxon 

- Os pais ja chegaram? - julieta perguntou e justin fingiu que ela nem estava ali - Justin eu estou falando com você, seu estúpido - jazzy olhou para nos e voltou a brincar - A Candice vai nadar pelada - arregalei os olhos e ele finalmente olhou - Safado nem um pouco

- Jaxon, nunca siga o seu irmao como exemplo - dei um beijo em sua bochecha e ele riu

- Cala boca, louise - dei um tapa em sua cabeça e o mesmo resmungou 

- Nos estamos indo á praia, candy tem vôlei e esta atrasada. Avisa a mãe e o pai - ela disse e ele concordou - Tchau crianças, comportem-se 

Dei um beijo nos três e saímos da casa. 

A praia nem sempre estava lotada, principalmente hoje que tem vôlei e não enche tanto. Saímos do carro e fomos em direção a área reservada. É tão bom sentir a areia, quase cai umas duas vezes mas tudo bem 

- Stonem! - escutei alguém me gritar e me virei. Era Peyton e mais algumas meninas desconhecidas por mim. Fui ao encontro delas com julieta

- Graham, quanto tempo - a abracei e ela riu

- Verdade. A ultima vez que nos vimos foi na festa da sua irmã e você estava vestida de palhaça - ouvi as meninas que estavam com ela ri e julieta também - pensei que você não viria. Ja tem 2 semanas que você não aparece

- Problemas, mas agora eu estou de volta e vocês vão me aguentar ate não quererem mais - rimos e fomos para a arquibancada 

Tinha umas garotas, muito boas por sinal, jogando e uns garotos do outro lado. Meu pai que me encorajou a jogar vôlei. Eu não achava legal porque tinha muita areia e ela incomodavam meu bumbum. Mas agora se eu pudesse viveria na praia direto. Como diz o ditado "filho de peixe, peixinho é"

- Candice, é a nossa vez - me levantei da arquibancada e fui ao encontro das meninas reunidas. Tinha alguns meninos sentados na areia e eu me sentia muito incomodada porque eles me despiam com os olhos e não era legal.

Começamos a jogar e o meu time estava perdendo por 3 pontos. A capitã do outro time deveria ter ódio de mim, ela quase acabou de me matar porque eu não vi quando bola veio em minha direção

- Sua louca, qual seu problema? Queria me matar?

- Não. Eu só queria mostrar o que eu posso fazer com você e com esse time de merda 

- Time de merda? Olha aqui garota, eu vou arrebentar essa tua cara de naja arrombada - as meninas me seguraram e a vadia sorria. A gente estava separadas por uma rede, mas a qualquer momento eu podia enrolar ela ali ate morrer 

- Paro as duas, voltem ao jogo porque falta 5 minutos pra acabar - a treinadora disse pegando a bola da mão da loira oxigenada - Vai sacar, Stonem 

As meninas me largaram, eu fui la pra trás na linha e me preparei para sacar. A loira vadia ficava me olhando com um olhar ridiculamente idiota. Joguei a bola pra cima e dei um soco forte na mesma

Eu soquei a bola com tanta força que ela foi parar lá perto de uns garotos que estavam jogando e acabou acertando a cabeça de um. Sai correndo ate lá. O garoto estava caído no chão com a mão na cabeça e com varias pessoas em sua volta. Me agachei ao lado e ele resmungava algumas coisas sem sentido

- Ai meu deus, me desculpa

- Parece que tacaram uma pedra na minha cabeça. Vou matar o viado que fez isso - ele disse e eu ri

- Ele esta bem, ja podem voltar ao seus afazeres - as pessoas saíram e voltaram a fazer suas coisas - Me da sua mão, vou te ajudar a levantar - ele me deu a mão e eu dei um impulso para levanta-lo

- Valeu. Minha cabeça dói muito 

- Me desculpa, eu saquei com muita força... Foi a raiva - dei um sorriso sem graça e ele começou a me olhar de uma forma estranha - O que foi? 

- Candice? - ok, como ele sabe meu nome?

- Como você sabe meu nome?

- Você estava na festa da leslie... Foi eu que fiz você experimentar o famoso hurricane - tirei a mão dele do seu rosto e ri quando vi quem era - Acho que agora você lembrou

- É estranho ver você sem o famoso uniforme de barman, Petter. Ah, desculpa pela bolada, foi sem querer

- Ta tudo bem, se fosse outra pessoa eu mataria.... Mas, você é você - olhei pra ele com uma cara confusa

- Porque eu sou eu? Não entendi

- Eu não teria coragem de machucar uma menina bonita, que é você - senti meu rosto queimar e ele riu - Ficou vermelha, ta com vergonha

- Idiota, e mentir não é legal porque não sou bonita

- É sim. Você é tão bonita que nem é capaz de dizer não para o nosso encontro de hoje a noite 

- Encontro? Querido, eu sou capaz de qualquer coisa

- Não é totalmente um encontro. Você vai me ver jogar. Vai ser minha líder de torcida por um dia... Por favor? - ele fez aquela carinha que para alguns era irresistível , mas para mim não rola

- Não adianta fazer essa carinha porque não funciona comigo. Mas, como eu não tenho nada melhor para fazer, eu vou ir torcer por você. Mas espero que eu não torça para vocês perderem 

- Nos não vamos perder. Você sabe onde fica o loyola? - revirei os olhos ao ouvir aquele nome enjoativo

- Não acredito. Você é um riquinho filhinho de papai? - ri irônica e ele bufou

- Porque todo mundo acha isso? Não, eu não sou e pelo visto você sabe onde fica. O jogo começa as 20h

- Todos lá são assim, mas, me desculpe - ele deu de ombros e eu sorri sem graça 

- Verdade, mas esquece isso. Não se atrase ok? Vou guardar seu lugar - ele disse, me deu um beijo no rosto e saiu correndo em direção aos seus amigos que ja esperavam por ele

- EU VOU SER A LOUCA QUE VAI ESTAR GRITANDO POR VOCÊ - ele se virou rindo e eu ri

- MAL POSSO ESPERAR PARA VER O SEU NÍVEL DE LOUCURA


6 comentários, comente também!

  1. aiaiai, será que o Justin vai ficar com ciumes ?? kkkkkk continuaaaaa

    ResponderExcluir
  2. COOOOOOOOOOOOOOOOOONTINUA .... ele tem que ficar com ciúmes!

    ResponderExcluir
  3. PERFEITO *--*

    CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  4. Só eu tô achando que no próximo cap vai ter ciumes do Bieber porque ela vai torcer pro carinha lá? Vish, continua

    ResponderExcluir
  5. Liiinda cade voce ? Seu ib eh perfeito e eu todos dias fico esperando seus cap mega perfect .. Por favor ...

    ResponderExcluir

Obrigada por terem lido. Espero que tenham gostado. Comentem o que acharam, opiniões e sugestões de vocês são muito importante para mim. Até mesmo as críticas. Tudo aqui é bem vindo (: Quero poder fazer o melhor para vocês. Aliás, vocês merecem.

Seus comentários me estimula a escrever/postar mais. >.<

Se for comentar em anônimo, por favor, coloque o nome, ou se tiver twitter melhor ainda. Muito obrigada. *-*

xoxo, bia vieira. ♥